sexta-feira, 15 de novembro de 2013

INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS - PASSO 03

Lembrar!!!

 Textos narrativos    contam uma história, presença de narrador, personagens, predomínio de verbos nocionais (ação).Ex.: diário, romance, notícia
Textos descritivospredominam características, qualidades, adjetivos, advérbios, verbos não nocionais (estado ligado ao sujeito).Ex.: classificados
Textos dissertativo-expositivosexpõem informações. Ex. Seminário, reportagem
Textos dissertativo-argumentativosdefendem ideias, opiniões, apresentam-se argumentos. Ex.: Artigo de opinião, editorial, manifesto, carta aberta
Textos injuntivos (instrucionais) - impõem regras, apesentam instruções e indicações para a realização de uma atividade  ou ensinam a usar corretamente algum instrumento. Ex.: manual de instruções, regras de jogo, regulamento, horóscopo
Textos dialogaisapresentam interlocutores, diálogos. Ex.: tirinhas, peças de teatro , telenovelas.
Lembrar!!!

Em concursos modernos uma preferência por textos temáticos, entretanto eles podem ser figurativos (defendem uma ideia a partir da construção de uma história (narração)
Concursos modernos sempre apresentam questões envolvendo:
     Intencionalidade discursiva  - quando um texto é produzido sempre a presença de intenções explícitas ou implícitas na linguagem do produtor do texto (interlocutores)
Quando for resolver questões de interpretação de textos, lembre!!!
·         Os textos que aparecem em concursos apresentam ideias politicamente corretas
·         Em textos argumentativos, a ideia central estará no primeiro ou ultimo parágrafos
·         Os argumentos ou justificativas estarão apresentados nos parágrafos intermediários
·         Elimine as alternativas que não apresentarem proposições politicamente corretas.
  • Alternativas que apresentam generalizações, geralmente estão incorretas
 NCE - 2004 - AG PEN POL CIVIL - DF
(...)

TEXTO 2 
O ESTATUTO DO DESARMAMENTO(fragmento)
       Luiz Garcia – O Globo, 29/06/2004

Foi dura luta a aprovação do Estatuto do
Desarmamento. E demorou um tempão.
Tudo começou com ato solene no Palácio do Planalto,
quando o então presidente Fernando Henrique
respondeu a uma cobrança da sociedade e assinou
mensagem enviando o projeto ao Congresso.
O empenho implícito na solenidade teve vida curta.
A mensagem caiu na vala comum do Legislativo,
onde se integrou a um renque de iniciativas sobre
desarmamento, algumas a favor de guerra declarada
e eficaz ao excesso de armas no país, outras
fazendo o possível para que não se tivesse lei alguma;
na pior hipótese, aceitavam uma lei aguada.
No governo Lula, o  lobby  das armas sofismou
e atrapalhou o quanto pôde. Mas a cobrança da
sociedade acabou por prevalecer. Entretanto, seis
meses após a sanção da lei criando o estatuto, ele
existe pela metade. (....) Ou seja, falta muito.
11 - “Foi dura luta a aprovação do Estatuto do Desarmamento. E demorou um tempão”; esse segmento inicial diz ao leitor que:
a) o Estatuto do Desarmamento está para ser aprovado há algum tempo;
b) o Estatuto do Desarmamento, apesar do tempão de discussão, foi aprovado;
c) foi aprovado finalmente o Estatuto do Desarmamento;
d) O Estatuto do Desarmamento está a ser discutido há várias legislaturas;
e) nunca vai ser aprovado o Estatuto do Desarmamento.

12 - O segundo parágrafo do texto refere-se a um momento:
a) imediatamente anterior;
b) imediatamente posterior;
c) atual, em relação ao primeiro parágrafo;
d) passado há já algum tempo;
e) futuro, em relação ao parágrafo anterior.

13 - “...quando o então presidente...”; “ ...onde se integrou a um renque...”; o item em que houve troca indevida entre ONDE e QUANDO é:
a) Ele a conheceu na pracinha onde jogava futebol;
b) Não se lembrava da adolescência, onde tudo acontecera;
c) Queria saber quando viajara, pois só estava certo de que não fora nas férias;
d) Não sabia quando a veria de novo;
e) Ficou triste após o banho de mar, quando perdera a aliança.

14 - O vocábulo  renque em “renque de iniciativas” une duas idéias:
a) quantidade e alinhamento;
b) variedade e desvalorização;
c) confusão e quantidade;
d) desvalorização e alinhamento;
e) confusão e variedade.

15 - “O empenho implícito na solenidade teve vida curta”; a frase significa que:
a) a solenidade foi realizada para enganar a opinião pública;
b) durou muito pouco a solenidade realizada;
c) o empenho explícito era maior que o empenho implícito;
d) a solenidade teve vida curta porque houve pouco empenho;
e) o empenho prometido na solenidade em si mesma durou pouco.

(...)
18 - Em junho de 2004 morreu o ex-governador do Rio,
Leonel de Moura Brizola. Em 24 de junho, Luiz Fernando
Veríssimo escrevia, nas primeiras linhas de sua crônica
do jornal O Globo: “Foi a primeira morte sem aspas do
Brizola. Sua “morte” em sentido figurado foi anunciada
várias vezes”.

Só NÃO se pode ler nesse segmento que:
a) Brizola era pessoa considerada bastante conhecida dos leitores;
b) houve vários anúncios falsos da “morte” de Brizola;
c) dentro do contexto, as “mortes” de Brizola ocorriam no plano político;
d) um dos empregos das aspas é o de mostrar sentido figurado das palavras;
e) vão ocorrer outras mortes sem aspas de Brizola.

24 - O  Jornal do Brasil publicou, no dia 4/07/2004, a seguinte notícia:

Seis bandidos fogem de penitenciária
Seis presos fugiram ontem, por volta das 8h,
do presídio Evaristo de Moraes, em São
Cristóvão. Três deles foram recapturados
pouco tempo depois no Zoológico do Rio. Um
dos presos fugiu após render o agente
penitenciário de seu setor com um revólver.
As imagens feitas no pátio do presídio
registraram a ausência, por sete minutos, do PM
responsável pela guarita por onde os detentos
passaram. A Secretaria de Administração Peni-
tenciária informou que vai abrir sindicância para
esclarecer se houve facilitação de fuga.

O título dado à notícia, em função do que é lido no texto:
a) resume todas as informações do texto;
b) destaca algo prejudicial à imagem da polícia;
c) fornece uma informação errada aos leitores;
d) valoriza a esperteza dos presidiários;
e) mostra a superlotação dos presídios.

25 - Em função do que é dito no texto, voltaram à prisão:
a) todos os foragidos;
b) nenhum dos fugitivos;
c) metade dos que fugiram;
d) dois dos presos fugitivos;
e) quatro dos foragidos.

26 - O que mais causa estranheza na notícia é:
a) o fato de um dos detentos possuir um revólver;
b) abrirem uma sindicância para investigação de um fato corriqueiro;
c) ter havido facilitação de fuga dos detentos;
d) a recaptura dos presos ter sido imediata;
e) a gravação da fuga nas imagens do próprio presídio.

27 - Segundo o que o texto sugere, a ausência do PM da guarita deve ser atribuída, além de à irresponsabilidade do militar:
a) ao cansaço do militar;
b) à falha administrativa do presídio;
c) ao poder da corrupção;
d) às necessidades de serviço;
e) à reduzida quantidade de funcionários.

28 - No texto, alguns vocábulos se referem à mesma realidade; estão nesse caso:
a) bandidos – detentos;
b) agente – PM;
c) penitenciária – guarita;
d) agente – preso;
e) sindicância – fuga.
29 - “por onde os detentos passaram”; a preposição POR, nesse segmento, tem seu uso determinado pelo verbo passar. A construção INADEQUADA, entre as que estão abaixo, é:
a) de onde os detentos vieram;
b) para onde os detentos foram;
c) onde os detentos trabalham;
d) até onde os detentos chegaram;
e) aonde os detentos se esconderam.

30 - “Seis presos fugiram ontem, por volta das 8h,
do presídio Evaristo de Moraes, em São Cristóvão.
Três deles foram recapturados pouco tempo depois no
Zoológico do Rio”;
 o comentário correto sobre os componentes desse segmento do texto é:
a) “por volta das 8h” indica um tempo preciso;
b) o “pouco tempo depois” tem como ponto de refe-
rência a fuga;
c) “no Zoológico do Rio” indica o momento em que
foram recapturados os presos;
d) a quantidade de “seis presos” é informação incorreta;
e) a localização do presídio justifica o fato de os presos
serem recapturados.
Postar um comentário

CHEGADA

Tentaremos fazer com que este espaço seja capaz de oferecer a informação e a ajuda de que você necessita para obter sucesso na realização do seu sonho de concurseiro!

Persistir!
Não desanimar na busca de realizar o sonho!
Sucesso!