domingo, 27 de abril de 2008

PROGRAMAS - CONCURSOS

LÍNGUA PORTUGUESA
CONTEÚDO – CONCURSOS

CAERN

1 Quanto à compreensão de textos:
1.1 identificar a idéia central, as idéias secundárias e a intenção do locutor;
1.2 identificar os mecanismos de coesão e os fatores de coerência, responsáveis
pelo estabelecimento do sentido do texto.
2 Quanto à gramática:
2.1 utilizar as convenções ortográficas vigentes;
2.2 reconhecer e/ou empregar as classes de palavras (artigo, substantivo,
adjetivo...);
2.3 identificar os constituintes sintáticos da oração (sujeito, predicado, objeto
direto...) e do período composto por coordenação e por subordinação (oração
principal, orações coordenadas e orações subordinadas);
2.4 estabelecer relações sintático-semânticas e/ou estilísticas quanto à
concordância (nominal e verbal), à regência (nominal e verbal) e à colocação,
conforme o registro culto da língua;
2.5 identificar a natureza da relação semântica estabelecida entre as palavras
(sinonímia, antonímia, paronímia e homonímia);
2.6 utilizar os sinais de pontuação.

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL

1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia oficial. 4. Acentuação gráfica. 5.Emprego das classes de
palavras. 6. Emprego do sinal indicativo de crase. 7. Sintaxe da oração e do período. 8. Pontuação. 9. Concordância nominal e verbal. 10.
Regência nominal e verbal. 11. Significação das palavras. 12. Redação de correspondências oficiais.

PETROBRAS
1. Compreensão e interpretação de textos. 2. Tipologia textual. 3. Ortografia oficial. 4. Acentuação gráfica. 5. Emprego das classes de palavras. 6. Emprego do
sinal indicativo de crase. 7. Sintaxe da oração e do período. 8. Pontuação. 9. Concordância nominal e verbal. 10. Regência nominal e verbal. 11. Significação
das palavras. 12. Colocação pronominal.

EEAR

1.1 TEXTO: Interpretação de textos literários e não-literários. Conotação e denotação.
Figuras de linguagem: metáfora, metonímia, catacrese, hipérbole, eufemismo, prosopopéia, antítese; e
Tipos de discurso.
1.2 GRAMÁTICA: Fonética: encontros vocálicos; sílaba: tonicidade; e acentuação gráfica;
Ortografia; Morfologia: processos de formação de palavras. Classes de palavras: substantivo
(classificação e flexão); adjetivo (classificação, flexão de grau e locução adjetiva); pronome
(classificação e emprego); advérbio (classificação e locução adverbial); conjunções (coordenativas e
subordinativas); verbo: flexão verbal, conjugação dos tempos simples (regulares e irregulares),
classificação (auxiliares, anômalos, defectivos e abundantes); vozes verbais e locução verbal;
Pontuação; Sintaxe: análise sintática dos períodos simples e composto; concordâncias verbal e nominal;
regências verbal e nominal; e colocação dos pronomes oblíquos átonos. Crase.
1.3 BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
1.3.1 CIPRO, Pasquale Neto; INFANTE, Ulisses. Gramática da língua portuguesa. 2. ed.
São Paulo: Scipione, 2003.
1.3.2 CUNHA, Celso; CINTRA, Luís F. Lindley. Nova gramática do português
contemporâneo. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
1.3.3 SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática contemporânea: teoria e prática. 1 ed.
São Paulo: Escala Educacional, 2006.

EAGS

1.1 TEXTO: Interpretação de textos literários e não-literários. Conotação e denotação.
Figuras de linguagem: metáfora, metonímia, catacrese, hipérbole, eufemismo, prosopopéia, antítese; e
Tipos de discurso.
1.2 GRAMÁTICA: Fonética: encontros vocálicos; sílaba: tonicidade; e acentuação gráfica;
Ortografia; Morfologia: processos de formação de palavras. Classes de palavras: substantivo
(classificação e flexão); adjetivo (classificação, flexão de grau e locução adjetiva); pronome
(classificação e emprego); advérbio (classificação e locução adverbial); conjunções (coordenativas e
subordinativas); verbo: flexão verbal, conjugação dos tempos simples (regulares e irregulares),
classificação (auxiliares, anômalos, defectivos e abundantes); vozes verbais e locução verbal;
Pontuação; Sintaxe: análise sintática dos períodos simples e composto; concordâncias verbal e
nominal; regências verbal e nominal; e colocação dos pronomes oblíquos átonos. Crase.
1.3 BIBLIOGRAFIA SUGERIDA
1.3.1 CIPRO, Pasquale Neto; INFANTE, Ulisses. Gramática da língua portuguesa. 2. ed.
São Paulo: Scipione, 2003.
1.3.2 CUNHA, Celso; CINTRA, Luís F. Lindley. Nova gramática do português
contemporâneo. 3. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
1.3.3 SACCONI, Luiz Antônio. Nossa gramática contemporânea: teoria e prática. São
Paulo: Escala Educacional, 2006.

EAOF
PROGRAMA DE MATÉRIAS
10.1 LÍNGUA PORTUGUESA
10.1.1 ESTUDO DO TEXTO
10.1.1.1 Compreensão de Textos Literários e não Literários
10.1.2 GRAMÁTICA
10.1.2.1 Fonética e Fonologia
10.1.2.1.1 Fonemas, encontros consonantais e vocálicos; dígrafos. Divisão silábica. Acentuação
gráfica. Ortografia.
10.1.2.2 Morfologia
10.1.2.2.1 Estrutura das palavras. Radicais gregos e latinos, prefixos de origem grega e latina;
sufixos. Formação de palavras. Classes de palavras - classificação, flexão e emprego: substantivo,
adjetivo, artigo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição, conjunção e interjeição.
10.1.2.3 Sintaxe
10.1.2.3.1 Análise sintática da oração. Análise sintática do período. Pontuação. Regência.
Concordância.
10.1.2.4 Estudo da Crase
10.1.2.5 Colocação Pronomial
10.1.2.6 Composição do Discurso
10.1.2.6.1 Coesão e Coerência. Estruturação de Parágrafos
10.1.2.7 Semântica e Estilística
10.1.2.7.1 Homonímia, paronímia, sinonímia e polissemia. Denotação e conotação. Funções da
linguagem. Figuras de estilo. Vícios de linguagem.
10.1.3 BIBLIOGRAFIA
10.1.3.1 ANDRÉ, Hildebrando A. Gramática ilustrada. 5. ed. São Paulo: Moderna, 1997
ISBN 8516020290.
10.1.3.2 FARACO, Carlos Emílio; MOURA, Francisco Marto. Gramática. 19. ed. São Paulo:
Ática, 1999. ISBN 8508071957.
10.1.3.3 SAVIOLI, Francisco Platão; FIORIN, José Luiz. Para entender o texto. 16. ed. São
Paulo: Ática, 2000. ISBN 8508034687.
10.1.4 REDAÇÃO (PRODUÇÃO DE TEXTO)
10.1.4.1 Tema da atualidade, determinado pela Banca Examinadora. Conhecimentos
lingüísticos gerais e específicos relativos à produção de textos. Conhecimento gramatical de acordo
com o padrão culto da língua.
10.1.5.1 COSTA VAL, Maria da Graça. Repensando a Textualidade. In. AZEREDO, José
Carlos de (org). Língua Portuguesa em debate. 3 ed. Petrópolis: Vozes, 2002. P. 34-
50. ISBN 8532624111
10.1.5.2 GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna; aprendendo a escrever,
aprendendo a pensar. 25ª ed. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2006. 524 p,
ISBN 852250296X
10.1.5.3 VIANA, Antônio Carlos (coord.) VALENÇA, Ana Maria Macedo et alli. Roteiro de
redação; lendo e argumentando. São Paulo, 2001, 1ª ed., Editora Scipione, ISBN
852623255X

QOAM_AFN
a) Interpretação, compreensão e reescritura de textos não literários;
b) A noção de textualidade: coesão e coerência;
c) Semântica: homonímia, paronímia, sinonímia, antonímia, polissemia, denotação e conotação;
d) Flexão de substantivo e adjetivo composto;
e) Emprego de categorias gramaticais: numeral, pronome e verbo;
f) Valor semântico das preposições e conjunções; e
g) Correção gramatical: concordância, regência / crase, colocação pronominal, pontuação, grafia, acentuação, questões notacionais da língua.

Nenhum comentário:

HINO DO RIO GRANDE DO NORTE


HINO DO RIO GRANDE DO NORTE

Rio Grande do Norte esplendente
Indomado guerreiro e gentil,
Nem tua alma domina o insolente,
Nem o alarde o teu peito viril !
Na vanguarda, na fúria da guerra
Já domaste o astuto holandês !
E nos pampas distantes quem erra,
Ninguém ousa afrontar-te outra vez!
Da tua alma nasceu Miguelinho,
Nós, como ele, nascemos também,
Do civismo no rude caminho,
Sua glória nos leva e sustém!

Estribrilho
A tua alma transborda de glória!
No teu peito transborda o valor!
Nos arcanos revoltos da história
Potiguares é o povo senhor!

II
Foi de ti que o caminho encantado
Da Amazônia Caldeira encontrou,
Foi contigo o mistério escalado,
Foi por ti que o Brasil acordou!
Da conquista formaste a vanguarda,
Tua glória flutua em Belém!
Teu esforço o mistério inda guarda
Mas não pode negá-lo a ninguém!
É por ti que teus filhos descantam,
Nem te esquecem, distante, jamais!
Nem os bravos seus feitos suplantam
Nem teus filhos respeitam rivais!

III
Terra filha de sol deslumbrante,
És o peito da Pátria e de um mundo
A teus pés derramar trepidante,
Vem atlante o seu canto profundo!
Linda aurora que incende o teu seio,
Se recama florida e sem par,
Lembra uma harpa, é um salmo, um gorjeio,
Uma orquestra de luz sobre o mar!
Tuas noites profundas, tão belas,
Enchem a alma de funda emoção,
Quanto sonho na luz das estrelas,
Quanto adejo no teu coração

EM DIA COM O MUNDO

Loading...

CHEGADA

Tentaremos fazer com que este espaço seja capaz de oferecer a informação e a ajuda de que você necessita para obter sucesso na realização do seu sonho de concurseiro!

Persistir!
Não desanimar na busca de realizar o sonho!
Sucesso!