domingo, 11 de novembro de 2007

DÊITICOS

Dêixis

relação referencial que se estabelece entre uma expressão lingüística e um elemento da situação de enunciação - os dêiticos têm a função de apontar para o contexto situacional - a significação referencial dos dêiticos só pode ser definida em função da situação, do contexto, do receptor de um ato de fala.

conjunto de processos lingüísticos que permitem inscrever no enunciado as marcas da sua enunciação:

dêiticos pessoais - apontam as pessoas do discurso eu, tu, nós, vós

dêiticos espaciais = determinantes e pronomes demonstrativos, advérbios, grupos adverbiais - aqui, cá, meu, vosso, este

dêiticos temporais = advérbios de tempo, dsinênciais verbais temporais - amanhã,falarei

dêiticos sociais -assinalam a relação hierárquica entre os participantes e os papéis por eles assumidos - senhora, pintora, secretária

(Material teórico de consulta disponível em ARQUIVOS E PROVAS PARA DOWNLOAD

10 comentários:

Anônimo disse...

Esclarecedor... Obrigada.

Anônimo disse...

obrigado,otima explicacao valeu !!!

Anônimo disse...

esta porreiro brigado

Mac14 disse...

É de grande ajuda, para quando se esta estudando, como a internet é um lugar onde passamos bastante tempo, tb nos ajuda a encontrar o que queremos...

Anônimo disse...

finalmente percebi.. obrigado... Perfeito para o meu portefólio...

Anônimo disse...

Brigadão estava mesmo a precizar...
11º é complicado e se não for a ver na net não se apanha nada

Anônimo disse...

ajudou-me bastante ! obrigada

Anônimo disse...

Muito obrigado!

Anônimo disse...

Obrigada ! ajudou +/- -.- :)))))
xDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

Anônimo disse...

auuuuua auanaa

HINO DO RIO GRANDE DO NORTE


HINO DO RIO GRANDE DO NORTE

Rio Grande do Norte esplendente
Indomado guerreiro e gentil,
Nem tua alma domina o insolente,
Nem o alarde o teu peito viril !
Na vanguarda, na fúria da guerra
Já domaste o astuto holandês !
E nos pampas distantes quem erra,
Ninguém ousa afrontar-te outra vez!
Da tua alma nasceu Miguelinho,
Nós, como ele, nascemos também,
Do civismo no rude caminho,
Sua glória nos leva e sustém!

Estribrilho
A tua alma transborda de glória!
No teu peito transborda o valor!
Nos arcanos revoltos da história
Potiguares é o povo senhor!

II
Foi de ti que o caminho encantado
Da Amazônia Caldeira encontrou,
Foi contigo o mistério escalado,
Foi por ti que o Brasil acordou!
Da conquista formaste a vanguarda,
Tua glória flutua em Belém!
Teu esforço o mistério inda guarda
Mas não pode negá-lo a ninguém!
É por ti que teus filhos descantam,
Nem te esquecem, distante, jamais!
Nem os bravos seus feitos suplantam
Nem teus filhos respeitam rivais!

III
Terra filha de sol deslumbrante,
És o peito da Pátria e de um mundo
A teus pés derramar trepidante,
Vem atlante o seu canto profundo!
Linda aurora que incende o teu seio,
Se recama florida e sem par,
Lembra uma harpa, é um salmo, um gorjeio,
Uma orquestra de luz sobre o mar!
Tuas noites profundas, tão belas,
Enchem a alma de funda emoção,
Quanto sonho na luz das estrelas,
Quanto adejo no teu coração

EM DIA COM O MUNDO

Loading...

CHEGADA

Tentaremos fazer com que este espaço seja capaz de oferecer a informação e a ajuda de que você necessita para obter sucesso na realização do seu sonho de concurseiro!

Persistir!
Não desanimar na busca de realizar o sonho!
Sucesso!